Notícias

Construção de porto vai criar 2.500 empregos em Aracruz

5 Min de leitura

Com investimento de R$ 1 bilhão, a construção de um novo porto em Aracruz, no Norte do Estado, irá criar mais de 2.500 empregos diretos e indiretos a partir deste ano.

A Imetame Logística Porto recebeu a autorização da Secretaria de Portos, do governo federal, para o início das obras com a assinatura do aditivo do contrato de adesão. A expectativa é de que a operação comece em três anos.

No pico das obras, estão previstas 650 vagas de empregos diretos e mais 300 indiretos, totalizando 950.

Nessa etapa, serão contratados engenheiro civil, engenheiro eletricista, técnico em elétrica, técnico em edificações, pedreiro, auxiliar, entre outros.

Para a operação, quando o Porto entrar em atividade com sua capacidade máxima, serão 640 empregos diretos e mais mil indiretas, totalizando 1.640.

Ao todo serão cerca de 2.590 vagas, somando diretas e indiretas desde as obras até a operação.

Projeção do Porto da Imetame: empresa vai divulgar nos próximos meses como serão os critérios para contratação (Foto: Imetame )

As informações sobre o cadastro para disputar as vagas serão divulgadas assim que o empreendimento estiver mais próximo ao início da construção por meio dos canais de comunicação da empresa e outros a serem definidos.

O Ministério da Infraestrutura informou, contudo, que o investimento deve criar ao todo 25 mil empregos com a operação.

A Imetame informou que irá divulgar em breve o perfil dos colaboradores que serão contratados, bem como a data de início da seleção. E adiantou que, para a etapa da obra, buscará profissionais da construção civil e da área portuária. Já para operação, as contratações serão para as áreas de logística de transporte e armazém.

A prioridade na hora das contratações será para moradores da região de influência do Porto, do município de Aracruz e cidades vizinhas.

O presidente do Sindicato do Comércio de Exportação e Importação do Espírito Santo, Sidemar Acosta, disse que o anúncio é um importante marco para o desenvolvimento da economia.

“Investimentos na infraestrutura portuária capixaba é um pleito antigo do setor de exportação e importação do Estado. A sinalização de um porto como o projeto da Imetame para os próximos anos vai estimular novos negócios, criar empregos e tornar o Estado, que já possui retroáreas e secundárias preparadas, ainda mais competitivo.”

“Obra é a mais importante para o Estado este ano”

Do outro lado da ponta, empresários e governo comemoram o início da obra do Porto da Imetame, no Norte do Estado.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado (Findes), Leonardo de Castro, considera que o Porto da Imetame é a obra mais importante deste ano.

“No momento, o Brasil tem somente duas grandes rotas de movimentação de grãos: o Porto de Santos, que responde por 59%, dessa movimentação, e o chamado Arco Norte, com portos como os de Manaus, Miritituba e Itaqui, que responde por 25%.”

Segundo ele, o Estado responde por apenas 9% do granel agrícola. “Com a pandemia, o Brasil precisa ampliar essa terceira via que é o Espírito Santo, pois o mercado internacional está revendo a sua logística e sua política de estoques e exigirá mais alternativas.”

O secretário de Estado de Desenvolvimento, Marcos Kneip, destaca que a obra é um motivo de orgulho, desenvolvida por uma empresa genuinamente capixaba.

“Trata-se um porto que vai fortalecer a competitividade econômica do Espírito Santo, sobretudo, na área logística e comércio internacional. É um dos principais projetos da empresa e está entre as mais importantes obras em execução no Estado neste ano”.

Ele diz que o empreendimento contribuirá para o desenvolvimento regional, para o ambiente de negócios e criação de empregos.

Saiba mais

Autorização

  • A Imetame Logística Porto recebeu autorização da Secretaria de Portos para início das obras marítimas com a assinatura do aditivo do contrato de adesão.
  • Com essa autorização, a empresa aguarda apenas a assinatura do contrato de cessão com a Secretaria de Patrimônio da União (SPU) que se encontra em trâmites finais de análise para o início efetivo das obras marítimas do complexo portuário.

Empregos
Obras

  • Está prevista a abertura de 650 empregos diretos e 300 indiretos durante o pico das obras.
  • A previsão é de que as obras sejam iniciadas este ano.
  • Serão necessários engenheiros, técnicos e funções ligadas à construção civil, a exemplo de engenheiro civil, engenheiro eletricista, técnico em elétrica, técnico em edificações, pedreiro, auxiliar e outros.

Operação

  • A expectativa é que a unidade inicie a fase de operação em um prazo de três anos.
  • Quando o Porto entrar em atividade com a sua capacidade máxima, estão estimadas 640 oportunidades diretas e outras mil indiretas.
  • Os profissionais que serão contratados estão nas áreas de logística de transporte e armazém.

Seleção

  • As informações sobre as vagas e detalhes do processo de seleção serão divulgados posteriormente.

Localização

  • Localizada na ES-010, em Aracruz, no Norte do Estado, a Imetame Logística Porto está a três quilômetros da Estrada de Ferro Vitória a Minas – EFVM e contará com um ramal e pera ferroviária (pátio em formato circular que possibilita o transbordo da carga sem a necessidade de desmembrar o trem) de alta produtividade, além da proximidade com o aeroporto de Vitória.
  • O empreendimento está situado a 45 km da área da Sudene (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste) e próximo a uma área de 5 milhões de metros quadrados disponível para implantação de uma plataforma logística e industrial.

Projeção da retroárea do porto da Imetame, que vai movimentar cargas gerais e contêineres, uma das principais necessidades logísticas do Espírito Santo (Foto: Imetame)

O empreendimento

  • o Porto da Imetame irá atender diversos setores produtivos com serviços de apoio à importação e à exportação de cargas, como também embarque e desembarque de contêineres, cargas gerais, grãos e granéis líquidos.
  • Além disso, toda a programação será eletrônica, desenhada para uma operação 100% automatizada e apta para a próxima geração de navios do Brasil.
  • O empreendimento possui mais de 1 milhão de metros quadrados de área total e contará com infraestrutura inicial para movimentar 300 mil TEUs por ano, com capacidade para expansão de movimentação para mais de 1 milhão de TEUs (uma unidade equivalente a 20 Pés, sendo uma medida-padrão utilizada para calcular o volume de um contêiner. Um TEU representa a capacidade de carga de um contêiner marítimo normal, de 20 pés de comprimento, por 8 de largura e 8 de altura).

Profundidade

  • Com profundidade de 17 metros, será uma opção operacional para as linhas de longo curso que operam com navios de grande porte no Brasil, e também estará preparado para atender a próxima geração de navios conteineiros, New Post Panamax.
  • Poderá receber navios tipo Suezmax nas operações de combustível, BabyCape – agronegócio e navios com LOA (comprimento máximo de um navio) de 366 metros de comprimento.
  • A profundidade do Porto permitirá que navio de contêineres possa entrar e sair totalmente carregados se comparado a outros portos do País.
Postagens relacionadas
ConcursosESNotícias

Cesan vai abrir concurso com 125 vagas e salários de até R$ 2.608

2 Min de leitura
Além do salário, os trabalhadores receberão vale-alimentação de R $ 1.200 por mês. As inscrições podem ser feitas de 9 de novembro a 14 de dezembro
NotíciasOportunidades

Morar Construtora planeja contratar cerca de 200 trabalhadores ainda este ano

1 Min de leitura
Até o final deste ano, a Morar Construtora estima que cerca de 200 funcionários serão empregados nas obras da Grande Vitória. As…
NotíciasOportunidades

Porto Seguro abre 10 mil vagas com renda de R$ 1,5 mil e capacitação para desempregados

2 Min de leitura
Em resposta à crise do coronavírus, Bruno Garfinkel, da Porto Seguro, lança fundo de R$ 100 milhões para abrir vagas de R$ 1.500 por três meses e capacitação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total
0
Share